Sugaria-me só para celebrar?
Brindando com uma taça de vinho e areia entre os pés.
Canibalizaria-me só para romper com os traços meus em você?
Salgando a vida e despedindo-se com um até logo
- que ambos sabemos - que jamais acontecerá.
Sem covardia. Diga adeus.
Pois quando me desfragmentar,
me levará nos olhos teus.

Nenhum comentário :

Postar um comentário