O fio da vida é o vinho tinto no cálice do fim.
Todos são bons em suas sinas de santos.
Humanos sobrevivem aos seus pecados.
Temem a partida. Não se cumprimentam na chegada.
Rezam e sentem pelo corpo partido.
Padecem pela ausência presente.
A saudade é agridoce.

Nenhum comentário :

Postar um comentário