O corpo é molde.
Como a criança que brinca com massinha e faz serpentes e nuvens.
Elas criam aquilo que não podem construir.
O que está de fora,
o que os outros veem,
é o que se permite.

O corpo é o molde da alma.
Como um pássaro em uma gaiola.
Tentando se libertar.
Querendo viver.
Querendo voar.

Nenhum comentário :

Postar um comentário