x

é uma fonte inesgotável
há sempre o que beber,
mas que nem sempre sacia
há sempre o que colher,
mas nem sempre sinto fome
ou vontade de preencher este vazio

e sigo em frente
mesmo quando desejo enraizar

há traços em minhas mãos
cada linha tem um destino,
mas todas estão pela metade

meio cheio
meio vazio
meio tudo
meio nada
meio pouco
meio muito
meio eu
meio de mim

e viver é tudo, meio ou nada?
é viver buscando a fonte
para quando encontrar
não querer?

Nenhum comentário :

Postar um comentário