Tudo finda.

A flor morre.
A luz se apaga.
O sol se põe.
A música pára de tocar.
A madeira apodrece.
A água seca.
O leite vence.
A faca perde o corte.
A gente se vai.
Fomos feitos para acabar.
Tudo é.
Até o ponto é um final.

Um comentário :