(a)MAR

Te vi, logo, senti.
Eu que andava tão perdida, me encontrei.
Ondas vieram me abraçar.
O sal veio me adoçar.
Iemanjá cantarolou:
"Ei, sereia! Vem para cá.
Se afogar em minhas lágrimas e comigo morar.
Todo o pranto que derramei foi de sorrisos que encontrei.
Vem ser sereia.
Vem ser, sereia.
Vem, ser.
Vem ser.
Vencer".

Um comentário :