Morena

Se soubesses que és meu almejo
sentaria em minha mesa ou talvez em meu regaço,
esse que chamam de colo,
mas na verdade é o que em ti quero beijar.

Dance apenas comigo, morena.
Não olhe pros moços do bar.
Se percebesse que a eternidade
é o tempo que passo a te admirar,
deveria não pensar duas vezes
para realizar este castigo tentador como um pecado insano.
Não há vida sem te imaginar.

Desenho tuas curvas em meus pensamentos
tão sujos quanto o chão deste lugar.
Você é tango em minhas veias
e carnaval em meu coração.
Ah, morena. Se eu pudesse te amar...
Deleitar-me-ia em sua pele
e de delírios iria te saciar.

Tua carne é crua e pura,
que sonho incessantemente em saborear.
Sugar-te dos pés à alma
com a vontade de te tocar.
Eu sei que o som da vida te embala,
por você passaria o tempo todo a cantar.

Moça morena se soubesses 
a tentação que és a atormentar
os dias frívolos deste homem só, 
que não são tão sós por te esperar.

Nenhum comentário :

Postar um comentário