Mania de viver

Eu tenho essa mania
de me perder em meio aos sonhos,
de apreciar coisas antigas,
de simpatizar com o abstrato,
de almejar o inalcançável,
de gostar do que ninguém gosta
e de não gostar do que todos gostam.
Eu tenho essa alma gigante
que não se cansa de ser criança,
que não se limita ao agora
e não aceita as verdades inventadas.
Eu invento minha verdade.
Eu crio meu tempo.
Eu vivo na minha fantasia.
E de viver assim tão distante desse mundo banal.
Vivo de minha anormalidade
e minha mania é ser feliz.

Nenhum comentário :

Postar um comentário