Minha alma inquieta,
não me deixa quieta.
Não me concentro,
e meu pensamento pousa em mil lugares,
menos no que estou.
Enquanto múltiplas coisas faço,
não estou completa,
só pedaço.
E tento (em vão) paralisar
este meu espírito que não conhece pausa.

Um comentário :