Highway to hell

Suei frio e pinguei quente.
No mais fundo de meu íntimo profundo.
Sim, eu desmoronei.
Eu estive no inferno e voltei.
Para este lugar que não se diferencia muito dele.
Quando a memória desperta as feridas,
torno a passear por lá.
Visitas constantes, tempo de vacas magras.
Só que aconselho, meu amigo.
Não queira dar uma volta pelo inferno.

3 comentários :

  1. fui lendo e só curtindo as palavras, como se fosse uma música. amei! quero reler

    ResponderExcluir
  2. Lembrei de AC/DC hehe.
    É, quando a memória desperta as lembranças tristes, os fantasmas do passado atormentam o presente.

    ResponderExcluir