Soneto do abandono

Volta pra casa de pés no chão
Perdeu os sapatos, o que contou
Passou a noite em um salão
Com um cavalheiro que lhe encantou.

Tomou-a nos braços e coração
O pé-de-valsa com quem dançou
Disse coisas belas, perdeu a razão
Fuja comigo, assim sussurou.

Nesse momento retomou a percepção
Se viu descalça e acelerou
Sozinho deixou o moço, sem explicação.

Perdeu-se em prantos, não descansou
Ser mulher presa não quero não
Um par de sapatos, tudo que sobrou.

Nenhum comentário :

Postar um comentário