Por mares dantes muito navegados,
navegávamos, até que o capitão gritou:
 - Terra à vista.
Grande foi a euforia.
 - O que vês capitão?
 - Muitas cores, em tanto excesso que sequer há combinação.
Poucas árvores e animais, ar sujo e gente porca,
cantores sem voz e fãs sem ouvidos,
vejo tiros e miséria, vejo o que nunca vi,
pobreza de alma.
 - Que terra é essa capitão?
 - É a terra de 2010, marujo.
 - E o que faremos senhor?
 Não vamos nem ancorar, vamos voltar
pra nossa terra, sexo, drogas, rock'n roll, paz e amor.
Nossa terra é o que há!

3 comentários :

  1. Que este NOVO ANO te sorria!!!
    Abração

    ResponderExcluir
  2. É... Quando a coisa é feia assim, o bom seria que ninguém precisasse ancorar.

    Que Deus nos dê governantes conscientes e honestos!

    Beijos no coração.

    ResponderExcluir