Lixo

Me deram umas palavras confortantes,
mas na verdade de nada me adiantaram.
Me enviaram flores de plásticos,
que não murcham, não perdem pétalas, não precisam de água,
não me agradaram muito, gosto de poder cuidar de algo.
Recebi uns e-mails sobre fotos minhas em um aniversário,
no último que estive nem tirei fotos, recebi também
alguns sobre a nova capa da Playboy, não me dei nem ao trabalho de abrir.
Me contaram notícias ruins, sobre coisas que ficaram
martelando aqui na minha cabeça e maltratando meu coração.
Ainda chamam isso de presente?
Presente é sinal de alegria, não precisa ser material,
é o que parte da alma.
Nasce no coração e aflora na boca em um sorriso.
Sorriso de verdade.
Daqueles que quase saltam da face.

Nenhum comentário :

Postar um comentário